Esboços Recentes

Esboços

  • SÉRIE DE MENSAGENS - AS BEM-AVENTURANÇAS DE JESUS

    Pregado por Pr. Luiz Roberto Faustino

    2 Comentários

    Continuação...


    SÉTIMA BEM-AVENTURANÇA: Mateus5.9 Bem-aventurados os   Pacificadores, porque serão chamados filhos de Deus.

     

    Cada bem-aventurança é dividida em UMA ATITUDE E UMA RECOMPENSA...

     

    Todas as atitudes devemos praticar aqui na terra, mas nem todas as recompensas conforme falamos receberemos aqui!

     

    1. Receberemos o reino de Deus nos céus, mas podemos desfrutar um pouco desse reino aqui na terra, dependendo do quanto agimos com humildade de espirito.

     

    1. Podemos ser consolados por um tempo aqui na terra, mas o consolo eterno somente será no céu.

     

    1. A mansidão é o princípio para a conquista de uma herança segura.

     

    1. A nossa fome e sede de justiça somente serão saciadas completamente no céu.

     

    1. Por termos recebido a misericórdia vinda do céu, podemos praticá-la aqui na terra.

     

    1. A pureza de coração abre nossos olhos para contemplar a Deus pela fé aqui na terra e nos levará a vê-lo no céu.

     

    E agora? E quanto aos pacificadores? Quem são eles? Porque receberão este título de filho de Deus?

     

    No Antigo Testamento a palavra paz (shalom) significa: Quietude, contentamento, unidade e justiça.

     

    No Novo Testamento, paz (eirenê) significa: Harmonia entre as pessoas, sentimento de alegria pessoal.

     

    No Novo Testamento a palavra pacificadores (eirenopoios) significa: Fazedores da paz, articulador da paz, idealizadores práticos da concórdia, promotores da ordem pública que resulta na cessação de uma guerra. 

     

    Pacificadores:

    ü  São aqueles que promovem a paz...

    ü  São aqueles que conhecem o príncipe da paz. (Isaías 9.6)

    ü  São aqueles que vivem a paz de Deus. (Romanos 5.1)

    ü  São aqueles que compartilham o Evangelho da paz. (Ef. 6.15)

     

    Perguntaram a Martin Luther King o que significava ser pacificador. A sua resposta foi: “Ser pacificador significa receber de Deus uma missão de juntar pessoas das mais diversas ideologias e mostrar para elas o preço caro de milhares de mortes desnecessárias e o valor dos novos sonhos e das novas esperanças”.

     

    PRECISAMOS SER PACIFICADORES DE DEUS. Fomos salvos, e em Cristo promovermos a paz entre os homens.

     

    Colossenses 3.15 “E a paz de Deus, para a qual também fostes chamados em um corpo, domine em vossos corações e sede agradecidos”

    I Pedro 3.11 “Aparta-te do mal e faça o bem; busque a paz e siga-a”

    Romanos 12.18 “Se for possível, quanto estiver em vós, tende paz com todos os homens”

    Hebreus 12.14 “Segui a paz com todos e a santificação, sem a qual ninguém vera o Senhor” 

     

    A nossa paz vem de Deus. (Efésios 2.14) “Porque Ele (Jesus) é a nossa paz...”

     

    Filipenses 4.9 “E a paz de Deus que excede todo entendimento guardará os vossos corações e os vossos sentimentos em Cristo Jesus”

     

    João 14.27 “Deixo-vos a paz, a minha paz dou; não vo-la dou como o mundo a dá...”

    Tiago 3.17 “Mas a sabedoria que vem do alto é, primeiramente, pura, depois pacifica, moderada, tratável, cheia de misericórdia e de bons frutos, sem parcialidade e sem hipocrisia” 

     

    Os pacificadores promovem a paz por amor a Deus, fazem o bem por considerar o reino dos céus e busca o acordo e a unidade, em nome de Jesus.

     

    Viver a paz não significa concordar com todas as pessoas, com suas ideias, religiões e tradições. Jesus nos mostrou com sua vida, atos e palavras a verdadeira paz, mas nunca escondeu ou silenciou a verdade. Somos chamados para ter paz, devemos buscar a paz, seguir a paz com todos e, até onde depender de nós, ter paz com todos os homens. A paz começa em nós e é manifestada no que dizemos e fazemos.

     

    Tiago 3.18 “Ora, o fruto da justiça semeia-se na paz, para os que exercitam a paz”.

    Romanos 14.19 “Sigamos, pois, as coisas que servem para a paz e para a edificação de uns para com os outros”. 

     

    A paz começa por dentro e se manifesta por fora.

     

    Temos paz com os nossos irmãos, amigos, conhecidos e desconhecidos; paz com os que tem o nosso credo ou não, até mesmo com os nossos inimigos:  Provérbios 16.7 Sendo os caminhos do homem agradáveis ao Senhor, até a seus inimigos faz que tenham paz com ele. 

     

    Ilustração

    A VERDADEIRA PAZ

    Certa vez um rei encomendou a dois famosos pintores um quadro cuja temática fosse a paz. Além de garantir que iria comprar os dois quadros, o rei anunciou que daria um extra para o artista que melhor retratasse a paz.

     

    No tempo marcado, eles trouxeram suas pinturas. O primeiro retratava um lago sereno, espelhando altas e pacíficas montanhas à sua volta, encimado por um céu azul com nuvens brancas como algodão. Todos os que viram este quadro acharam que ele era um perfeito retrato da paz.

     

    O outro quadro também tinha montanhas. Mas eram escarpadas e calvas. O céu, ameaçador, derramava chuva e relâmpagos. Da encosta da montanha caía uma cachoeira espumante. Não parecia nada pacífica.

     

    Mas o rei, experimentado nas artes, olhou cuidadosamente e viu ao lado da cachoeira um pequeno ninho numa fenda da rocha. Mamãe pássaro e seu filhote repousando em segurança. O rei escolheu a segunda. Sabe por que?

     

    Porque paz, explicou o rei, não significa estar num lugar onde não há barulho ou problemas. Paz é um estado de espírito. É a capacidade de estar no meio disso tudo e ainda manter a calma do coração.

     

    Somente a paz de Cristo nos controlando, pode nos tornar em pacificadores.

     

    OITAVA BEM-AVENTURANÇA Mateus 5.10 Bem-aventurados os perseguidos por causa da justiça, porque deles é o reino dos céus. 11 Bem-aventurados sois quando, por minha causa, vos injuriarem, e vos perseguirem, e, mentindo, disserem todo mal contra vós. 12 Regozijai-vos e exultai, porque é grande o vosso galardão nos céus; pois assim perseguiram aos profetas que vieram antes de vós.

     

    Muitos consideram que as bem-aventuranças de Jesus sejam nove, mas quando olhamos para estes três versículos percebemos que eles estão relacionados.

     

    E claramente podemos obter as respostas a três perguntas que poderíamos fazer ao texto:

    1. Quem são os perseguidos?
    2. Por que são perseguidos?
    3. E qual deve ser a atitude diante da perseguição?

     

     

    QUEM SÃO OS PERSEGUIDOS?

     

    2Timóteo 3.12 E também todos os que piamente querem viver em Cristo Jesus padecerão perseguições.

     

    1 João 3.13 Meus irmãos, não vos maravilheis, se o mundo vos odeia.

     

    João 15.18 Se o mundo vos odeia, sabei que, primeiro do que a vós, me odiou a mim. 

     

    João 15.19 Se vós fôsseis do mundo, o mundo amaria o que era seu, mas porque não sois do mundo, antes eu vos escolhi do mundo, por isso é que o mundo vos odeia.

     

    Aplicação

    Todos os que são verdadeiramente de Cristo, não podem se considerar deste mundo... (pensamentos, sentimentos e ações não são iguais aos deste mundo)

     

    POR QUE SÃO PERSEGUIDOS?

    ü  Por causa da justiça...

    ü  Porque nasceram do Espírito...

    ü  Porque querem viver piedosamente em Jesus...

    ü  Porque não são deste mundo...

     

    Esta é a única bem-aventurança que apresenta duas recompensas...

     

    QUAL DEVE SER A ATITUDE DIANTE DA PERSEGUIÇÃO?

    1. Primeiro, não devem fazer nada que atraia a perseguição... (Romanos 12.17-21)

     

    1. Diante da perseguição por causa de Cristo o sentimento não deve ser de tristeza... (Mateus 5.12 Regozijai-vos e exultai, porque é grande o vosso galardão nos céus; pois assim perseguiram aos profetas que vieram antes de vós).

     

    1. Diante da perseguição o sentimento não deve ser de medo e nem de espanto (1 Pedro 3.13,14 E qual é aquele que vos fará mal, se fordes seguidores do bem? 14 Mas também, se padecerdes por amor da justiça, sois bem-aventurados. E não temais com medo deles, nem vos turbeis;)

     

    1. Diante da perseguição a postura cristã não deve ser alterada... (1 Pedro 3.15-17 Antes, santificai ao Senhor Deus em vossos corações; e estai sempre preparados para responder com mansidão e temor a qualquer que vos pedir a razão da esperança que há em vós, 16. Tendo uma boa consciência, para que, naquilo em que falam mal de vós, como de malfeitores, fiquem confundidos os que blasfemam do vosso bom porte em Cristo. 17. Porque melhor é que padeçais fazendo bem (se a vontade de Deus assim o quer), do que fazendo mal).  

     

    Conclusão

     

    Como temos encarado as bem-aventuranças de Jesus?

     

    Elas têm sido um desafio ao longo dos séculos, e hoje, ainda tem sido um desafio para nós?

     

    As pessoas conseguem ver de forma natural em nós as qualidades que Jesus ensina nas bem-aventuranças?

     

    Lembremo-nos de que as bem-aventuranças são qualidades para serem vividas na terra, e algumas das recompensas receberemos no céu!

     

     

    Pr. Luiz Roberto Faustino

Comentar

  • Nome
  • E-mail
  • Mensagem